Economista, Terapeuta Comportamental, Instrutor MASTER MIND, especialista em Marketing, Escritor e Conferencista

Principado de Camboriú

Acabo de chegar da Europa, fui fazer um curso em Rimini, na Itália. Após 3 dias de curso, fomos fazer um passeio pela Europa. Viajei de carro, por 5 países. Com o advento do GPS – em português – viaja se sem medo de errar, até porque se errar ele nos leva de volta. Enfim, a vida ficou mais fácil com a tecnologia.
Mônaco
Fui conhecer o principado dos Grimaldis. Eu nasci no Oeste Catarinense em uma cidade chamada Monte Carlo que foi emancipada de Campos Novos. Hoje ela conta com mais ou menos uns 8 mil habitantes. Eu ouvia , quando criança, que ela tinha sido batizada com este nome dado ao fato do fundador ter feito uma viagem a Europa na década de 50 e resolveu homenageá La. Tinha a curiosidade de conhecer Monte Carlo. É muito bela. Mônaco é situado no sul da França e faz costa com o mar mediterrâneo. Possui proximadamente uma área de três quilómetros quadrados , sendo o segundo menor Estado do mundo, atrás apenas do Vaticano e é o país com a densidade populacional mais alta do mundo. Mónaco é um dos seis micro países da europa e é governado há mais de sete séculos pela família Grimaldi.
Como consegue sobreviver ?
É um rochedo que vive de uma saída para o mar. Mônaco tem 3 km de largura por 1,2 de largura. Anda se o país a pé. Como consegue receita ? Com duas fontes de renda. Uma Marina e um Cassino. É o destino dos muito ricos do mundo.
O que isto tem a ver conosco ?
A economia de Mônaco é movimentada em grande parte pelo setor imobiliário, com mais de 200 empresas de construção civil, que é a outra força motriz da economia.
O turismo é a mais importante fonte de renda do país e tem um setor hoteleiro com aproximadamente 2.500 quartos. Recebe em torno de 225 mil visitantes por ano. Eles estão deixando de ser paraíso fiscal pelas leis da União Européia que proíbe esse tipo de negócio. Eles tem plena certeza que apenas o turismo é suficiente para mante – los. Inclusive , dizem seus moradores, preferem, pois ficariam livres de pessoas indesejadas.
Balneário Camboriú
Eu imediatamente pensei em Balneário camboriú. Nós somos bem maiores que eles e sem sombra de dúvida somos mais fortes porque temos um belo litoral e ainda temos várias praias ao nosso redor. E somos muito parecidos em certos aspectos . Até em jogos……..que em Balneário vão além da praia…..
O que precisamos ?
Traçar diretrizes parecidas com a deles de longo alcance. Pensar 50 a 100 anos na frente em cada ação que for feita no presente. Dessa forma somos capazes de ultrapassá los até, afinal temos potencial para mais.
E você ?
Como costuma agir no presente com relação ao futuro ?

Planejamento Obrigatório

Soube através de um amigo chamado Paulo Pessoa, assessor do congresso nacional, que está tramitando um projeto na casa que torna o plano de governo do candidato ao executivo, em PPA, ou seja, em plano plurianual. Seria a profissionalização do político. Atualmente, o candidato fala qualquer coisa e só terá que responder nas próximas eleições quando os adversários questionam para desmascarar a incompetência.

O que deveria ser?

Para se tentar evitar os maiores problemas que acometem as cidades brasileiras, seria preciso institucionalizar – se, de preferência por lei, o planejamento urbano. Que passaria a ser obrigatório, rotineiro e flexível ao mesmo tempo.
As chuvas mostram sempre e constantemente – nos deslizamentos de terra, nas enchentes – que o poder público nas cidades segue dois padrões de comportamento: a omissão sistemática e a hiperatividade súbita e neurótica. A omissão sistemática representa a falta absoluta de planejamento que venha a prevenir catástrofes. E a hiperatividade neurótica aparece mais claramente quando o problema vem á tona com o rol de vítimas e com as conseqüências que poderiam ter sido evitadas. Em outras palavras: se este planejamento fosse rotineiro, previsto em lei e com acompanhamento dos setores responsáveis isto poderia ser previsto a como se diz na arte da guerra: Se existe um por cento de algo dar errado tem que se preparar para ele.
Promessas pós tragédias
Em vez de práticas prévias, o que acorre é o que todos sabemos: depois de arrombada a porta, procura – se encontrar uma tranca. As soluções são pontuais. Promete se que vai resolver tudo e resolve se nada.
O que queremos?

Querer um planejamento rotineiro é quase um sonho. Mas é possível! De qualquer forma, os partidos estão se articulando muito nesse período de caça talentos que vai até 30 de setembro desse ano. Esperamos que eles façam o dever de casa de procurar pessoas que saibam fazer votos e planos. As pessoas públicas desse país precisam ficar do tamanho do país, caso contrário também serão alijados do processo. Afinal, como dizia Carlos Drummond de Andrade, até o progresso é uma fatalidade.

Mais uma semana

Toda a eleição que participo sempre escuto políticos que perdem a eleição dizer: se tivesse mais uma semana nós virávamos a eleição. Tenho uma boa notícia, ano que vem a eleição terá mais uma semana, será no dia 7 de outubro. Espero que esta semana a mais sirva para eles se prepararem melhor. O último amador que se deu bem no Brasil foi o Amador Aguiar, fundador do Bradesco e mesmo assim já morreu. Chega de amadorismo.

E você?

Como vem planejando a sua vida?

Havia um muro no meio do caminho

Para Mário Quintana, a arte nascia das conversas fiadas e dos passeios ociosos pelas ruas de Porto Alegre, especialmente em torno da praça da alfândega, praça tradicional da capital onde ele freqüentava assiduamente. Eu também, pálido imitador de Quintana que sou. Muito do que escrevo nasce de assuntos triviais que vejo no dia a dia e da conversa de rua com pessoas de todas as classes e idades que encontro. Em especial das pessoas sem nem uma classe.
Parodiando Carlos Drumonnd de Andrade
Dia desses vinha com alguns amigos de Itajaí para Balneário Camboriú, em um passeio trivial de um morador “dazantiga” querendo mostrar sua região aos seus amigos. Ali no morro cortado ao mostrar a paisagem que tem aquela bela vista do paraíso da Praia Brava, qual não foi a minha surpresa ao perceber que a vista havia sumido com um muro escondendo – a. Eu nunca esquecerei esse acontecimento na vida de minhas retinas tão fatigadas, que havia um muro no meio do caminho impedindo a bela vista daquele vale lindo colorido e sem mistérios, que é aquela baixada após o restaurante panorama na descida do morro cortado.
Década de 70
Lá pelos idos de 78, a maior rebeldia que tínhamos era descer de skate aquele morro, principalmente o Jairo, o Tutuca, o Betinho e o Bareta entre outros. O Jairo que sempre arrumava argumentos para suas estripulias dizia que aquela adrenalina somado com aquela vista acalmava a alma. Coisas de louco poeta! Mas aquela vista realmente cala fundo na alma.
Então thá!
O Paulinho Gonçalves é jornalista “dazantiga”, encontrei – o e fiz a pergunta à queima roupa: O que é aquela “jeringonça” na descida do morro cortado? Ele me explicou que uma construtora comprou e fez um tapume de metal para mexer na área sem ser importunado. Eita força do poder econômico!
Verdolengo
Eu já tive a minha fase verdolengo com o símbolo da paz “dipindurado no pescoço”. O Paulo Caseca até hoje não esquece que um dia subi em uma árvore para não deixar derruba – la, na rua 1101 entre a Atlântica e a Brasil e o Bola foi lá fotografar. O Paulo derrubou a árvore e o prédio está lá com 20 andares em cima do canal do Marambaia. A natureza não se defende mas se vinga. Depois que vi o Gabeira pagando mico com jeito de goiaba fazendo campanha pra presidente da república, passou um pouco a minha macaquice de ecochato. Mas tapar uma bela vista do paraíso com um muro é um pouco demais. Paciência tem limites! Espero que a construção civil não seja implacável demais a ponto de matar a galinha ao invés de comer os ovos. Deixo aqui registrado o meu protesto que aquele muro no meio do caminho é uma afronta ao bom gosto.
E você?
Já se indignou com os excessos da construção civil?

Gravata, cristianismo e púlpito

Eu uso gravata praticamente todos os dias úteis de trabalho. Vez por outra vem à pergunta sobre a gravata e o porquê dela ter se tornado um acessório tão aceito no mundo. O uso da gravata é muito antigo e remonta o império Romano, isto é confirmado nos escritos de vários autores. Parece que as primeiras surgiram na Croácia daí em quase todas as línguas terem uma sonoridade parecida. Kovate em croata, cravate em Francês, corbata em espanhol, cravatta em italiano e gravata em português.
Como surgiu?
Naquela época uma pessoa importante após morrer, era feito um busto em pedra para a sua cabeça com o objetivo de homenagear a mente brilhante que fora em vida. Essa obra era feita em cima de um monolítico de pedra granito bruto, apenas cortado de forma retangular e com a mesma altura da pessoa quando viva. Foi uma forma de imortalizar alguém que contribuiu para a ordem social. Após algum tempo, começou se a pensar em uma forma de homenagear uma mente brilhante em vida. Surgiu a idéia de fazer algo que separasse a cabeça do corpo com uma marca. Inicialmente era uma espécie de tira que envolvia o pescoço como se fosse um cachecol. Era usado por pessoas influentes e depois por pessoas comuns e tinha várias utilidades, entre elas proteger contra o frio, limpar as mãos com se fosse um babador ou uma sobre – camisa para enfeite.
Cristianismo
Com a conversão ao cristianismo do império Romano, multidões estavam deixando o paganismo e aderindo ao cristianismo. O clérigo – palavra usada para designar o sacerdote- adotou vestir se igual ao antigo testamento, para diferenciar – se dos leigos. A gravata – que parecia uma estola nossa dos dias atuais- foi uma vestimenta que atendeu esta intenção. E a intenção era mostrar que as funções do homem de DEUS no púlpito eram de a semelhança do que fazia um juiz com as leis, interpretar e explicar a Bíblia.

E o púlpito?
Existe a explicação de que se é baseado no que foi utilizado por Esdras (NE 8.4) que foi um estrado elevado feito para aquele evento ali narrado. O catolicismo construiu toda uma alegoria baseado no trono de Salomão. Púlpito vem do latim que quer dizer local destinado a honra. No francês gerou a palavra La chaire, que quer dizer cadeira do professor, que gerou a palavra cathedra que quer dizer : Aquele que ensina com autoridade.
Terno
Após um determinado tempo, pensou se em fazer um destaque não só para a cabeça, mas para o corpo todo. E a inspiração foi à mesma, a pedra do busto. Não por acaso o terno – que vem de três, por serem compostos de três peças, calça, paletó e colete – os mais aceitos são os cinzas e azul escuros, que lembram a pedra de granito bruto. Por cair tão bem no corpo masculino e por lembrar nobreza ao homem comum, o terno é uma indumentária que é bem aceita no mundo todo.

E você?
Como tens usado a sua roupa a favor da sua transmissão dos seus conhecimentos?
.

GOSTE DE SI MESMO E OS OUTROS TAMBÉM GOSTARÃO

Nós não vemos o mundo como ele é. Nós vemos o mundo como nós somos. Ou seja, são nossos olhos que dizem como o mundo é. Durante muitos anos me dedico à prática da terapia comportamental e sempre me impressionou a constatação de que um número altíssimo de pessoas tem um infundado sentimento de baixa auto-estima. Que se consideram muito menos capazes e competentes do que são na realidade. E estas concepções equivocadas causam uma infinidade de problemas a elas mesmas.
Auto-estima
Auto estima está intrinsecamente a uma auto-imagem. Goste de si mesmo e os outros também gostarão de você. Certa vez vi e ouvi um pregador dizer que a Bíblia é o melhor livro de Auto ajuda que existe. Concordei com ele. Afinal a aplicação na vida cotidiana dos princípios bíblicos já é uma técnica insuperável de fortalecimento da auto-estima. E com isso já vem imediatamente a pergunta. Porque existem tantas pessoas que observam a Bíblia e vivem de acordo com os preceitos bíblicos e não possuem uma auto-estima alta? O problema da auto-estima, contudo não pode ser corrigido antes que sua existência seja reconhecida. Uma vez reconhecido o problema, será possível discutir um método adequado para corrigi-lo.
Distorção da imagem de si mesmo
A imagem negativa de si mesmo resulta de uma percepção distorcida, quando a pessoa nega suas qualidades positivas e se considera inferior ao que é na realidade. A imagem negativa de si mesmo não é humildade, mas ilusão e percepção falsa.
Como se nota alguém assim?
Uma defesa psicológica muito utilizada por pessoas com baixa auto-estima, baseia se no menosprezo aos outros. Parece que denegrir os outros lhes confere um sentimento de superioridade. Esta manobra psicológica cria ambientes de fofocas, de desarmonia, de cizânia e uma perda de respeito alheio. De forma que baixa auto-estima não prejudica somente a pessoa, mas o seu entorno.
Como corrigir?
Conta-se que certa vez um jovem chegou à igreja e encontrou um pregador muito conhecido no país. Ao defrontar se com o jovem, o pregador perguntou lhe: O que o trouxe aqui? “Eu vim para encontrar Deus”, respondeu o jovem. “Para isso você não precisaria vir”, disse lhe o pregador. Você poderia encontrar Ele em casa ou em seu coração. “Então por que eu deveria ter vindo”? Perguntou o jovem. “Para encontrar a si mesmo”, respondeu o pregador. De forma que uma maneira de corrigir a baixa auto-estima é conhecer se a si mesmo.
Por que ir à igreja?
Quando nos encontramos conosco mesmo, nos encontramos com Deus. Afinal nós somos a imagem e semelhança de Deus. A igreja permite a construção de um ambiente propício a este reencontro conosco mesmo através do clima criado através da consagração do ambiente, dos cânticos, das orações coletivas e das pregações. E isso permite uma construção de um ambiente de auto encontro e contentamento interior e auto aceitação.
E você?
Como vem usando este ambiente maravilhoso da igreja para se auto conhecer?

Fogueira de vaidades

Eu estava em Londres, e claro, fomos a vários museus. Conhecer a história de um povo é fundamental para saber como eles funcionam. Enquanto passávamos pelas galerias e víamos aquelas pessoas nos quadros, eu com minhas indagações contumazes pensava na história pessoal de cada uma. Quantas ilusões, quantos desafios enfrentaram, quantas brigas desnecessárias e quanta vaidade sem consistências eles tiveram? Quanto orgulho pessoal. E principalmente, vi lá muitos nobres, Reis e Rainhas, Fidalgos e Plebeus, que a semelhança do xadrez, no final do jogo, peão, rei e rainha, vão para a mesma caixa.
O berço e o túmulo
Tem uma máxima filosófica que diz: A vida é tão efêmera, que o berço e o ataúde de uma pessoa podem ser feitos da madeira de uma mesma árvore. É uma advertência sobre a nossa insensatez em querer sermos mais que os outros, em tentarmos nos sobrepujarmos as outras pessoas e ficarmos com a cabeça inchada de vaidade. E como na última frase do filme o Advogado do diabo, o personagem vira para a câmera e fica só com o rosto e diz: A vaidade é o pecado que o diabo mais gosta.
Porque será?
Porque será que o diabo gosta tanto da vaidade? Porque lúcifer caiu do céu pela vaidade. De forma que ele conhece a melhor maneira de derrubar alguém. Quando uma pessoa é super correta e alguém quer que ele caia, costuma se dizer: Pegue ele pela vaidade. Em política é ferramenta corriqueira. Aliás, Poder político não é coisa para criança pequena. Ela em si não é suja, aliás, é nobre. A Bíblia está recheada de grandes políticos, como Por exemplo, Davi, Salomão, José, Daniel e tantos outros. Mas não é território para inexperientes.
Com relação à vaidade
Lembra – se da admoestação de Jesus “Orai e vigiai”. Admoestar quer dizer trazer a lembrança. Quando começares a inchar a cabeça de vaidade, pensando que és imbatível, que já está pronto, que sabes tudo, lembre se do ditado: “Pensar que é sabido é o primeiro passo em direção a burrice”. Lembre se que és pó e a pó voltarás!
Nas coisas mínimas que se refletem as máximas
Porque estou falando tudo isso? Porque dia desses em uma conversa sobre humildade a pessoa começou a defender a tese de que era uma pessoa humilde e daqui a pouco “lascou”: Eu tenho orgulho da minha humildade! É uma declaração paradoxal, afinal, ou se é humilde ou se é orgulhoso. Humildade vem de húmus – raiz – base, adubo. A humildade é a raiz que nos faz grande.
Um bom teste
Quando pensares que já estás pronto, que não tem mais nada para melhorar tem um bom teste para se fazer: Tente caminhar sobre as águas. Se afundar, lembre se, ainda tem algumas coisas a serem melhoradas.

Êxtase de um não católico

Em um ano estive três vezes na Europa e um amigo me perguntou: Qual a graça da Europa de hoje? Respondi: A graça é sentir-se parte de uma civilização que se perdeu. Arquitetura românica, gótica, medieval e clássica, nos remete as culturas que formaram o patrimônio da humanidade. Não se trata de um deslumbre estético, afinal a minha origem profissional é arquitetura, mas de penetrar na essência da realização humana mais poderosa.
Ópera
A música clássica, por exemplo, é muito ouvida. Tivemos a oportunidade de ouvir e ver uma ópera ao vivo em Roma na Praça Navona ao meio dia em um dos muitos restaurantes em frente à Embaixada do Brasil. Os mesmos sons de séculos atrás sendo ali entoados, vendo a historia feito em bronze, tijolos e uma argamassa resistente ao tempo.
Nem tudo vai bem
Paris por exemplo, tem mais árabes, indianos, africanos e mulçumanos do que europeus, passando uma sensação de que eles vão dominar logo a Europa. Londres passa a imagem da cidade mais vigorosa da Europa. Mas um sinal de decadência foi em um atendimento numa locadora da Europcar em Bolonha a maior locadora da Europa. Quando tínhamos alugado um carro com GPS e o mesmo tinha acabado. Após as conversas iniciais com a atendente, expliquei a ela que sem GPS teríamos muitos problemas para andar pelo país e se ela poderia ligar para Turin- onde iríamos dormir – perguntando se havia lá um para nos ceder . Ela respondeu: Não ganhamos para isto! Ainda bem que eu tinha três testemunhas, pensei que esta frase era exclusividade do Brasil. Nós sabemos o fim desse filme. Os europeus ainda estão com a sensação que não precisam de turistas e que estão fazendo favor.
A parte maravilhosa
As igrejas católicas européias sempre provocam uma espécie de êxtase místico, mesmo em um não católico como eu. Na Capela Cistina é impossível não se emocionar ! Eles construíram uma Basílica, dentro da Basílica construíram uma igreja, dentro da igreja construíram uma capela e dentro da capela… colocaram o dedo de Deus. Michelangelo, que por mais de quarenta anos foi assalariado do Vaticano e eleito o supremo arquiteto do cristianismo, com certeza foi inspirado por Deus para fazer tudo o que foi feito. Não há como não se emocionar com a estátua de Moisés e de Pietá. É um daqueles momentos que fazem a vida vibrar diferente .
E você?
Como vens observando as obras de arte ao seu redor?

Construção civil e o apagão

Li a entrevista do meu amigo Carlos Humberto Silva no jornal página 3 sobre a sua investidura no cargo de Secretário de turismo de Balneário Camboriú. Dentre tantas informações, disse ele que em breve teremos na cidade edifícios com mais de 60 andares. Ou seja, continua cada vez mais intensa a atividade da indústria da construção civil no nosso principado.
Sky line
Essa expressão em inglês quer dizer linha do céu. Quando se fala em grandes cidades do mundo costuma se referir a elas pelo Sky line. Tipo: Chicago, Londres e New York têm uma Sky line muito marcante. No seriado americano Sex and the city, a mudança de ambiente de uma cena para outra, aparece o Sky line – Aquele risco marcante que desenha a parte de cima dos prédios – da cidade de New York. Quem olha da estrada de Laranjeiras para a av. Atlântica é impossível não se encantar com a Sky line de Balneário Camboriú. Está entre as poucas cidades do mundo com esta linha superior.
O setor
O setor da construção civil atinge diretamente importantes campos da economia. Entre eles o econômico e o social. O Econômico pelo que movimenta em termos de investimento, de compra e de transporte. E o social, pelos empregos gerados. Além disso, arrasta outros segmentos como a indústria de móveis, decorações, eletrodomésticos e eletrônicos entre outros. Todos esses segmentos estão acelerados pela construção civil.
Apagão
Todo bônus tem um ônus. Eles andam de mãos dadas sempre. Existe hoje um apagão de mão de obra na construção civil no Brasil inteiro. Encontrar mão de obra para a construção civil está um desafio. Que já está sendo notado em todo o mercado. Que poderá desacelerar o setor com reflexos nos custos. Em Ribeirão Preto não se encontra corretor de imóveis para se contratar. Uma grande empresa construtora da cidade fez uma grande campanha para contratar vendedores. Está investindo em treinamento para transformá los em Corretores. Trabalho e emprego formam o binômio que denominamos de oportunidades. Com isso o Brasil melhora sua partilha de renda.
Metropolização
Urbanização nasceu da industrialização. Metropolização é a consolidação da atividade econômica sobre um determinado território. O que faz com que uma cidade receba o título de metrópole é a construção de um metrô, símbolo da otimização do transporte público. Balneário Camboriú já é um mini metrópole. Falta só um metrô que pode ser sobre a terra ou aéreo. Como será o futuro da cidade depende das ações no presente dos atuais gestores.
Futuro
Mais que a cidade que herdamos de nossos pais é a cidade que tomamos emprestados de nossos filhos.

Carisma e sombra

Três dias antes das eleições de outubro de 2010, recebi um telefonema de um entrevistador da Rádio Band News de Brasília. Ele queria deixar gravado um programa com a opinião de especialistas sobre o estilo de liderança dos dois candidatos a presidência da República. O que ganhasse as eleições, ele colocaria no ar logo após os resultados. E assim o fez.
A eleição de Dilma anuncia um mundo diferente
Por quê? Ela não tem muita escolha – simplesmente vai ter que ser forte, por ser um momento de virada de um novo ciclo, uma mulher na presidência. Aliás, o que ela tem uma grande chance de ser. Dilma provou que a determinação combinada com oportunidade e inteligência pode fazer as coisas acontecerem – e de uma maneira excepcional. Também tem se cercado de pessoas muito competentes, e essa é a marca de um líder forte. Eu estou confiante de que fará o melhor de si, e nós temos alguém que é competente para resolver os problemas que temos e teremos que enfrentar no futuro. Para mim isto é uma notícia muito boa.
Desafios?
O bom e o ruim andam de mãos dadas. Quem pensa que não, é um inexperiente. Nós somos agora, como país, uma potência emergente. E quando se fica grande tem se problemas de grande. Um dia perguntaram a Bill Gates qual a diferença entre ser milionário e ser bilionário ele respondeu: Antes eu tinha problemas de milionário, agora eu tenho problemas de bilionário. Essa é a diferença.
Percepção
Fui fazer uma palestra em uma cidade do interior de São Paulo com mais de 80 mil habitantes, não vou falar o nome para não o fender o personagem que irei citá – lo. O prefeito abriu o seminário e disse que o Brasil era um país emergente com grande potencial. Faz mais de 10 anos que nós já entramos na categoria de país desenvolvido e após 2009 entramos na categoria de potência emergente, mas uma grande maioria de pessoas não sabe a diferença.
O isto significa?
Que temos pelo menos 20 anos de crescimento sustentável. Mas crescimento não rima com incompetência, de forma que desde o Presidente da República até o chão de fábrica precisam aperfeiçoar as suas habilidades. Não se faz um país 100 % com pessoas 50 %.
Dilma
Quando me perguntam como a Dilma está indo na condução do país costumo responder: Sua administração tem sido marcada pela serenidade, diferente de Lula que era carismático, mas era inconstante. Claro que líderes carismáticos costumam fazer sombra para seus sucessores, mas Dilma vem equilibrando isso bem.
E você?
Como vens exercendo sua liderança?

Página 1 de 712345»...Última »

Desenvolvimento de sites | desenvolvimento de sites | www.signativa.com.br