Economista, Terapeuta Comportamental, Instrutor MASTER MIND, especialista em Marketing, Escritor e Conferencista

Arquitetura é a oratória do poder

Os arquitetos dizem que uma cidade deve oferecer aos seus habitantes o que de mais importante é para a convivência: Lugares de troca, como ruas, praças, e calçadões.

Mas é preciso que os habitantes sintam – se em segurança, o que lhe traz paz e conforto. A falta de segurança tolhe a liberdade do ser humano.  Isso acaba influenciando na arquitetura. Já vi anuncio de prédio vendendo segurança, ao invés de conforto.

Surge uma nova realidade, o arquiteto precisa desenvolver projetos particulares, que supram essa necessidade. Os espaços passam a ser privados – eis a origem dos shoppings centers – praças particulares.  Isso mostra que o medo acaba construindo as cidades. Nota – se esse traço por “de trás da obra”.  Hoje vemos casas que são como prisões, quase jaulas. Parece que os ladrões ficam soltos e nós é que ficamos presos em nossas casas. O sentimento influenciando a urbe.

Os modernistas diziam que as cidades do futuro deveriam ser de fácil acesso, custos compartilhados, onde tudo fosse perto do cidadão.  Claro que todo bônus tem um ônus, são os dois lados de uma mesma moeda. Ganha – se em beleza e modernidade e perde – se em qualidade. Sócrates dizia que na vida, as coisas que a gente ganha, a gente paga com as coisas que a gente perde.   Hengel chamou isso de dialética, o movimento vivo das coisas. Para cada tese existe uma hipótese e uma antítese.   Não dá pra ter o céu sem morrer.

A arquitetura é a oratória do poder. É a maneira que o poder tem de dizer para o mundo que ele é forte. Sempre as construções mais bonitas de uma cidade – os palácios, as mansões – são dos homens mais poderosos, economicamente falando.  No passado eram as igrejas. Hoje são os Bancos.  Uma cidade com casas e prédios bonitos é uma cidade com dinheiro. Você jamais encontrará cidade rica com casas feias ou vice versa. Cidade rica é cidade poderosa.

O poder revela

Sabe se quem é a pessoa quando ela tem ascendência sobre os outros. A Máfia nos ensina que só se conhece o soldado depois que ele vira tenente.  Lembrando que a Máfia não é uma instituição é um estado de espírito. Que é mais ou menos o seguinte: O poder não corrompe o homem. Nem o homem corrompe o poder. O poder revela o homem.

Brasil 2020

Tudo isso é pra dizer que copa do mundo de 2014 e as olimpíadas de 2016 vão impactar a construção civil no Brasil, segundo alguns especialistas, pelos próximos 15 anos. Ou seja, os impactos dessa decisão que começará a ser sentida no segundo semestre de 2010, irão até 2025. Só o trem bala – Rio, São Paulo, Campinas – é a maior obra do mundo nessa área. Afinal, 700 km, em alguns casos, atravessam – se três  países na Europa.

Riquezas

Isso vai gerar muita riqueza !  E riqueza traz dentro dela sempre desafios, entre eles o poder. Poder gera ambição e a ambição desmedida, sem limites, pode conduzir pessoas e empresas ao desastre.  Lembre se, você que trabalha nessa área vai ganhar muito dinheiro se estiver preparado. Entre elas a preparação emocional.  Afinal, a diferença entre o veneno e o remédio é a dose. 

33 comentários para “Arquitetura é a oratória do poder”

  1. Keith disse:

eric disse:

todd disse:

Adam disse:

shaun disse:

Joel disse:

Shawn disse:

marshall disse:

Lance disse:

harry disse:

Harry disse:

perry disse:

Calvin disse:

rex disse:

allen disse:

randy disse:

Darryl disse:

corey disse:

wayne disse:

rex disse:

Andy disse:

tim disse:

Brett disse:

Jamie disse:

Ian disse:

william disse:

Howard disse:

Max disse:

armando disse:

Arthur disse:

sidney disse:

Desenvolvimento de sites | desenvolvimento de sites | www.signativa.com.br