Economista, Terapeuta Comportamental, Instrutor MASTER MIND, especialista em Marketing, Escritor e Conferencista

As revelações do poder

Crises alteram convicções não raro arraigadas. Chateaubriand dizia que “A coerência é a virtude dos imbecis”. Não é difícil uma pessoa ter opiniões diferentes em dois momentos de sua vida. Norberto Bobbio dizia que política não é para cordeiros, está mais para lobos e raposas. Nesta semana almocei em Franca – SP com a coordenação da campanha política de lá e na mesa estavam sentados adversários políticos . Fiquei surpreso e feliz, afinal ver pessoas se reconciliando é sempre um momento bonito. E um aprendizado. Franca é uma filial de Minas Gerais, fica a 30 km da divisa. Mineiro é tipo de pessoa que vende queijo e compra Bancos. Ou seja, é hábil em fazer sem ser notado. Dizem eles, “em política deve se jantar com o inimigo e ouvir apenas o que se quer”. Dizem que o Aécio Neves só marca reunião depois que tudo já está resolvido . Hoje está junto com o PT em Belo Horizonte. A política é realmente a arte da diplomacia e não da candura. Concorrentes de ontem aliados de hoje. Desafios alteram convicções.

O poder revela
Sabe se quem é a pessoa quando ela tem ascendência sobre os outros . A Máfia nos ensina que só se conhece o soldado depois que ele vira tenente. Lembrando que a Máfia não é uma instituição,é um estado de espírito.Que é mais ou menos o seguinte : O poder não corrompe o homem . Nem o homem corrompe o poder. O poder revela o homem.
Poder gera ambição e a ambição desmedida, sem limites, só pode conduzir pessoas e empresas ao desastre. A ambição desmedida, irmã gêmea da ganância e da inveja, tem sido a razão do insucesso de inúmeras empresas e do descrédito de muitos profissionais.

São dois os tipos de ser humano muito difícil de se encontrar. Os gênios e os santos. Os políticos não buscam nem um nem outro, mas tem se esforçados para colocar na pauta dos relacionamentos a arte de conviver com opiniões contrárias. O cuidado com as palavras e a cautela com os compromissos. É bom olhar e aprender . Aliás, muito cuidado com as palavras, principalmente nestes tempos de conversas gravadas que tem gerado perda de prestígios e até de mandatos . Tancredo dizia que telefone só serve para marcar reunião . E em lugar errado.
A diferença entre o remédio e o veneno

Francis Bacon, dizia que “A ambição é como a bílis, humor que torna os homens ativos ardentes, cheios de alegria e movimentados” mas se não houver limites “começa a ser venenosa”. Os homens ambiciosos, dizia ele, encontram caminhos abertos para a sua ascensão e continuam a
progredir, “são mais negociosos do que perigosos”, mas se forem contrariados nos seus desejos, tornam-se secretamente descontentes e alegram-se apenas quando as coisas correm mal, o que é a pior condição.
O ambicioso desmedido considera todo aquele que encontra no seu caminho ou como um meio ou como um impedimento para realizar seus desejos .
Esse vírus pode atacar qualquer pessoa.
E você ?
Nesta semana, gostaria que você fizesse um exame de consciência sobre como estão os limites de sua ambição. Você utiliza a ambição como uma forma positiva e ética de crescer, ser feliz e fazer os outros felizes ou sua ambição é desmedida. Cuide para nunca perder os limites da ambição. Ela pode ser uma escada ou uma pedra de tropeço. A escolha é nossa. Afinal a diferença entre o remédio e o veneno é a dose. Cuide para não errar na dose.
Pense nisso.

24 comentários para “As revelações do poder”

  1. Lynn disse:

casey disse:

Roberto disse:

Albert disse:

troy disse:

marvin disse:

lloyd disse:

howard disse:

Doug disse:

Gary disse:

marvin disse:

Wayne disse:

Rene disse:

Dwight disse:

Billy disse:

Ross disse:

chester disse:

peter disse:

willard disse:

Evan disse:

Carlos disse:

earl disse:

Desenvolvimento de sites | desenvolvimento de sites | www.signativa.com.br